O salão online de arquitetura e design

Que torneira de duche escolher?

A escolha da torneira é bastante importante, quer esta se destine a um chuveiro interior ou exterior.
É a torneira que permite controlar a temperatura e a pressão da água, dois aspetos essenciais para se desfrutar plenamente de um duche. No que diz respeito ao chuveiro propriamente dito, existem normas ambientais que definem o caudal máximo dos chuveiros por minuto a uma dada pressão, para que estes possam ser considerados chuveiros ecológicos.

A torneira de duche é composta por uma válvula, um cartucho, um filtro e um espelho, vindo ainda acompanhada de dois tubos necessários à sua instalação, um para a água quente e outro para a água fria. Certos conjuntos incluem uma coluna de duche. Neste guia, vamos centrar a nossa atenção nas torneiras misturadoras de duche, nos chuveiros e nas colunas de duche, para uso interno e externo, tanto da linha residencial como comercial. Deixamos-lhe aqui algumas informações que poderão ajudá-lo na sua escolha.

Torneiras de duche: ver produtos

  • Como escolher uma misturadora de duche?

    Há vários elementos a ter em conta na hora de escolher uma torneira de duche, nomeadamente se esta se destina a um ambiente interior ou exterior.
    Convém conhecer os tipos de chuveiros, de colunas de duche, de instalação e de materiais que estão disponíveis no mercado, a fim de poder escolher o modelo que melhor se adapte às suas necessidades.
    Pode, ainda, optar por outras características particulares que se adequem ao seu duche. Continue a ler o nosso guia para obter mais informações sobre:

    • Misturadoras de duche
    • Tipos de instalação das misturadoras
    • Chuveiros
    • Tipos de instalação dos chuveiros
    • Colunas de duche
    • Materiais
    • Outras características
  • Quais os diferentes tipos de misturadoras de duche?

    Existem três tipos de torneiras misturadoras de duche: misturadoras bicomando, misturadoras monocomando manuais e misturadoras monocomando termostáticas.
    As misturadoras de duche não têm uma bica como as de banheira, apenas uma saída na qual é roscado ou encaixado o tubo flexível.

    O caudal de água é controlado por meio de válvulas.

    • As misturadoras bicomando têm dois manípulos: um para a água fria e outro para a água quente. Trata‑se de uma opção menos económica, uma vez que se leva mais tempo a regular a temperatura da água.

      Misturadora de duche bicomando da GUGLIELMI

      Misturadora de duche bicomando da GUGLIELMI

    • As misturadoras monocomando manuais têm um único manípulo, que se gira num eixo para controlar a temperatura da água e noutro eixo para controlar a pressão. É fácil de regular com uma só mão, mas ainda assim demora-se algum tempo a obter a temperatura desejada.

      Misturadora monocomando manual da Remer Rubinetterie

      Misturadora monocomando manual da Remer Rubinetterie

    • As misturadoras monocomando termostáticas possuem dois comandos: um para regular a pressão da água e outro para a temperatura. Permitem regular e manter a água à temperatura desejada. Geralmente, é fixado um limite máximo para a temperatura da água, a fim de reduzir o risco de queimaduras, em particular quando as torneiras podem ser utilizadas por crianças. Estas misturadoras também incluem um sistema de segurança que corta automaticamente a água quente se houver uma falha no abastecimento de água fria, devida a uma rotura nas canalizações, por exemplo.

    São gastos, em média, 2 litros de água para regular uma misturadora monocomando termostática, bastante menos que os 8 litros gastos com uma misturadora monocomando manual.
    Certos modelos de misturadoras termostáticas têm um limitador de caudal. Este impede que se exceda a vazão necessária para um duche, permitindo reduzir ainda mais o consumo de água.

    Misturadora monocomando termostática da DANIEL RUBINETTERIE

    Misturadora monocomando termostática da DANIEL RUBINETTERIE

  • Que tipos de instalação existem para as misturadoras de duche?

    Na sua maioria, as torneiras misturadoras de duche destinam-se a ser montadas na parede ou encastradas (embutidas).
    Também existem misturadoras de chão e misturadoras de bancada.
    A escolha dependerá, em grande parte, da configuração da cabine de duche, também dita box de banheiro.

  • Que opções existem quanto aos chuveiros?

    Poderá escolher uma cabeça de chuveiro redonda, quadrada, oval ou retangular, consoante o seu gosto e o estilo da casa de banho. Também estão disponíveis cabeças de chuveiro com funcionalidades adicionais como, por exemplo, cromoterapia, luz incorporada, termóstato, colunas de som incorporadas e, para espaços públicos, cabeças de chuveiro à prova de vandalismo (invioláveis). As opções são várias, referimos seguidamente algumas das mais correntes:

    • Instalação de uma única cabeça de chuveiro
    • Instalação de múltiplas cabeças de chuveiro
    • Chuveiro com jato tipo chuva
    • Chuveiro com jato nebulizador
    • Chuveiro em cascata
    • Chuveiro fixo
    • Tipos de jatos: jato simples, jato de chuva, jato de espuma, jato de massagem, etc.
  • Como podem ser instalados os chuveiros?

    Há diversas possibilidades. Por exemplo, pode instalar um chuveiro de teto juntamente com vários chuveiros de parede para uma sensação e um conforto máximos. Também pode optar apenas por um chuveiro fixo, saliente ou encastrado, ou por um chuveiro de mão, também chamado ducha de mão.

    • Chuveiros de montagem saliente: inclui a maioria dos chuveiros de teto e de parede, a instalar sobre uma superfície plana.
    • Chuveiros encastrados: são chuveiros embutidos no teto.
    • Chuveiros de mão: estes chuveiros são roscados a um tubo flexível e têm um suporte que se fixa à parede.
  • O que importa saber sobre as colunas de duche?

    As colunas de duche, ou colunas de banho, são constituídas por um chuveiro e por uma estrutura vertical. Esta pode consistir numa simples barra, denominada rampa, ou então num painel que pode ter jatos de nebulização, jatos de hidromassagem e um chuveiro fixo e/ou um chuveiro de mão integrados, por exemplo. A coluna de hidromassagem, com vários jatos de hidromassagem ao longo do painel, é uma solução de luxo e, como tal, mais onerosa. De um modo geral as colunas de duche são bastante agradáveis em duches de interior e uma excelente alternativa para duches de jardim.

    Podemos distinguir quatro tipos de colunas de duche: convencionais, termostáticas, eletrónicas e com fecho temporizado. Alguns modelos oferecem opções adicionais, como um chuveiro de mão, um lava-pés, luz integrada ou LED.

    • Convencionais: têm uma misturadora bicomando ou monocomando manual. (Ver secção sobre os diferentes tipos de misturadoras de duche).
    • Termoestáticas: têm uma misturadora monocomando termostática.
    • Eletrónicas: a regulação eletrónica por meio de um termóstato permite controlar de forma precisa a temperatura e a pressão da água. O sistema de deteção automática limita o fluxo ao estritamente necessário, evitando assim o desperdício de água.
    • Com fecho temporizado: A torneira abre‑se pressionando um botão e fecha‑se automaticamente ao fim de um certo tempo. São muito comuns em balneários, por exemplo. É uma solução bastante económica em termos de consumo de água.
  • O que importa saber sobre os materiais das misturadoras de duche?

    As misturadoras de duche em metal são as mais correntes, embora também se encontrem modelos em cerâmica, em materiais plásticos, em vidro, em materiais compósitos e em betão. Os três principais metais utilizados no fabrico de torneiras são o latão, o aço e o zinco.
    Dê uma vista de olhos às desvantagens e desvantagens de cada um destes, antes de fazer a sua escolha.

    • O latão é um material rijo, pelo que as torneiras de latão podem durar anos a fio. Apresenta resistência à corrosão causada pela águas macias e à calcificação resultante do contacto com águas duras.
      • Vantagem: longa duração
      • Vantagem: raramente apresenta fugas ou corrosão
      • Desvantagem: preço relativamente elevado
    • O aço inoxidável é semelhante ao latão, exceto que uma boa torneira em aço inoxidável é mais cara do que uma de latão.
      • Vantagem: longa duração (se for de muito boa qualidade)
      • Vantagem: raramente apresenta fugas ou corrosão (se for de muito boa qualidade)
      • Desvantagem: quando de boa qualidade, é mais cara do que uma torneira em latão
    • O zinco e as ligas de zinco têm um preço bastante acessível, mas não são muito duráveis.
      • Vantagem: baixo preço
      • Desvantagem: pouca durabilidade
  • Outras características e tendências a considerar

    Sendo a iluminação embutida uma das principais tendências atuais para casas de banho, porque não optar por uma torneira com luz integrada?
    Há modelos com outras características que poderão interessar‑lhe como, por exemplo, com chuveiro de mão, com desviador, com válvula de corte, de baixo consumo de água e de energia, com bica longa, com bica giratória, com comando de cotovelo, com válvula de retenção, ou ainda torneiras adaptadas a pessoas com mobilidade reduzida.

Guias relacionados
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...
Ainda não há comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será visível. Os campos de preenchimento obrigatório estão assinalados com *