Que janela escolher?

As janelas são um dos elementos mais importantes numa construção, pois deixam entrar a luz natural e oferecem uma vista do espaço exterior, o que é indispensável para o nosso bem‑estar.
Para o orientar na sua escolha, elaborámos este guia, onde abordamos os diferentes critérios a ter em conta para se comprar uma janela, começando pelo tipo de edifício a que esta se destina.

Janelas: ver produtos

  • Como escolher uma janela?

    Antes de mais, há que ter em conta se a janela será instalada num edifício de habitação ou num edifício de comércio e serviços, nomeadamente porque as normas e os regulamentos aplicáveis são diferentes. Mais adiante neste guia, fornecemos informações sobre os vários tipos de vidros e sistemas de abertura. A caixilharia é igualmente importante, pelo que destacaremos os materiais mais utilizados no seu fabrico. No final, referimos diversas características técnicas e outras a levar em consideração aquando da escolha de uma janela.

  • Como escolher uma janela para um edifício residencial ou comercial?

    Janela fixa da Aliplast

    Janela fixa da Aliplast

    Ao escolher uma janela, quer seja para uma habitação, quer seja para um edifício de comércio ou serviços, é obrigatório que as suas características e instalação cumpram as normas e os regulamentos em vigor, nomeadamente no que diz respeito ao tipo de vidros e à altura de instalação. Por exemplo, uma janela que abra deverá estar, no mínimo, a 610 mm acima do pavimento acabado, embora a altura varie de um país para outro. No final, deverá obter um certificado que comprove que as janelas instaladas estão em conformidade com as normas e os regulamentos. Alguns pontos a considerar:

    • Normas e regulamentos aplicáveis.
    • As janelas devem cumprir requisitos de eficiência energética em termos de transmissão térmica. O valor U, ou coeficiente de transmissão térmica, corresponde à quantidade de calor que é transferido de um lado para o outro de uma janela.
    • Os vidros têm de cumprir os requisitos de resistência a impactos definidos nos regulamentos.
    • Altura mínima a que a janela deve ser instalada.
    • Quando for necessário substituir uma janela, a nova deve respeitar as normas de desempenho térmico.

    Edifícios de comércio e serviços: O proprietário do terreno é, geralmente, responsável pelo cumprimento dos regulamentos de urbanização e edificação e restantes normas aplicáveis.

  • Por que tipo de vidros optar para uma janela?

    Janela de vidro triplo da CIPRIANI SERRAMENTI

    Janela de vidro triplo da CIPRIANI SERRAMENTI

    No mercado, estão disponíveis janelas com vidro simples, vidro duplo, vidro triplo e até quádruplo. A escolha vai depender do tipo de edifício, do clima da região e dos requisitos definidos pela regulamentação. O valor U corresponde à perda de calor, portanto, quanto mais baixo, melhor. Ou seja, uma janela com um valor U baixo conserva melhor o calor e, logo, apresenta melhor eficiência térmica. Em climas frios, o valor U ideal para janelas situa‑se entre 0,17 e 0,39 W/m2K.

  • O que importa saber sobre janelas de vidro simples?

    O vidro simples consiste numa única folha de vidro. Embora económico, é pouco eficiente do ponto de vista térmico. Apresenta um valor U de 1,9 a 5,8 W/m2K.

    • VANTAGEM: pode ser instalado em caixilhos de janelas mais antigos.
    • DESVANTAGENS: não oferece isolamento térmico nem acústico e quebra‑se facilmente.
  • O que importa saber sobre janelas de vidro duplo?

    Janela de vidro duplo da Aperture Trading

    Janela de vidro duplo da Aperture Trading

    O vidro duplo é composto por duas folhas de vidro, uma interior e uma exterior, separadas por um espaçador. A câmara de ar entre os dois vidros melhora o nível de isolamento. O vidro duplo ajuda a conservar o calor no interior e, por conseguinte, a diminuir o consumo de energia com o aquecimento. Os novos vidros duplos têm um valor U de cerca de 1,6.

    • VANTAGENS: bom isolamento térmico, boa eficiência energética, ausência de condensação, reduz o nível de ruído do exterior, mais resistente a impactos do que o vidro simples.
  • O que importa saber sobre janelas de vidro triplo?

    Janela fixa com vidro triplo da LUMI

    Janela fixa com vidro triplo da LUMI

    Como o seu nome indica, o vidro triplo é composto por 3 folhas de vidro, o que aumenta significativamente a eficiência térmica e acústica da janela. Os vidros triplos mais recentes apresentam um valor U de cerca de 0,8, o que significa que conservam melhor o calor e se tornam, assim, mais económicos do que os vidros duplos.

    • VANTAGEM: não se quebra facilmente, especialmente se a folha do meio for de vidro temperado.
    • DESVANTAGEM: preço elevado.
    • DESVANTAGEM: pesado, logo os caixilhos e as dobradiças devem poder suportar uma carga maior.
    • DESVANTAGEM: a folha do meio, se for de vidro comum, pode rachar caso quando há grandes diferenças de temperatura entre o vidro interior e o vidro exterior.
  • O que importa saber sobre janelas com vidro quádruplo?

    Janela fixa com vidro quádruplo da CIPRIANI SERRAMENTI

    Janela fixa com vidro quádruplo da CIPRIANI SERRAMENTI

    O vidro quádruplo é constituído por quatro vidros. Geralmente, tem um revestimento de baixa emissividade e gás isolante nos espaços entre os vidros, a fim de reduzir a transferência de calor através dos vidros. Trata‑se de um produto relativamente recente, utilizado principalmente em climas bastantes frios. A empresa escocesa Enviro Windows fabrica janelas de vidro quádruplo com um valor U de 0,35.

    • VANTAGEM: adequado para climas muito frios.
    • VANTAGEM: aumenta consideravelmente a eficiência energética dos edifícios, em particular se estes não tiverem instaladas quaisquer barreiras de proteção solar.
    • VANTAGEM: com um valor U não superior a 0,3 W/(m2K), contribui para um edifício com necessidades de aquecimento quase nulas.
    • DESVANTAGEM: as folhas de vidro do meio podem rachar devido a choques térmicos, mas é possível evitar esse risco usando vidro temperado.
  • Quais as outras opções disponíveis para vidros de janelas?

    As inovações na fabricação de vidros vieram revolucionar o mundo das janelas. Empresas como a Innovative Glass fabricam vidros que podem alternar entre a transparência e a opacidade, graças a uma tecnologia designada eGlass®. Esta mudança de estado pode ser acionada pelo utilizador e permite controlar a luz natural sem tratamentos adicionais, bem como regular a temperatura no interior de uma divisão. Trata‑se de uma ótima solução de proteção solar para construções, que oferece um elevado nível de eficiência energética.

    Por sua vez, o vidro isolante a vácuo apresenta um valor U bastante baixo, permitindo aos fabricantes disponibilizar um produto que tem o desempenho térmico do vidro duplo e a espessura do vidro simples. É constituído por uma folha de vidro float (ou vidro comum) transparente e uma folha de vidro de baixa emissividade, separadas por pequenos espaçadores com 0,5 mm de diâmetro dispostos em intervalos de 20 mm. As folhas são montadas e soldadas, formando uma câmara hermética da qual o ar é depois extraído.

    Tipos especiais de vidros:

    Vidros de baixa emissividade: permitem a entrada de luz e de calor e ajudam a conservar este último.
    Vidros refletores, vidro escuros, vidros espectralmente seletivos: reduzem a entrada de calor e de luz, quando necessário.
    Vidros laminados: absorvem os raios ultravioleta e o calor, e reduzem o ruído.
    Vidros temperados: mais resistentes a impactos do que o vidro comum; quando se quebram, fragmentam‑se em pequenos pedaços, havendo menos risco de causarem ferimentos.

  • Quais os diferentes sistemas de abertura?

    Janela de batente da ALIPLAST

    Janela de batente da ALIPLAST

    Dos vários sistemas de abertura para janelas, deixamos aqui uma breve descrição dos sete mais comuns, mas podíamos ainda referir as janelas elevatórias de correr, as janelas pivotantes múltiplas (ou de lâminas), as projetantes e as articuladas (ou de acordeão).

    Janela de batente (ou de abrir): esta é a janela tradicional, que assenta em dobradiças verticais.
    Janela de correr: desliza no plano horizontal para abrir e fechar.
    Janela basculante: geralmente, abre para o interior girando num eixo horizontal situado na parte superior.
    Janela de guilhotina: tem uma ou duas folhas móveis que abrem deslizando na vertical.
    Janela oscilobatente: pode abrir-se quer como uma janela de batente quer como uma janela basculante.
    Janela fixa: não se abre. Logo, permite a entrada de luz, mas não a ventilação.
    Janela pivotante: gira em torno de um eixo horizontal ou vertical.

  • Por que material optar para a caixilharia da janela?

    Janela de correr em madeira da CAST

    Janela de correr em madeira da CAST

    No que diz respeito ao material da caixilharia, os mais comuns são o metal, a madeira e o PVC. Algumas janelas têm, também, elementos verticais e/ou horizontais que servem geralmente para segurar os vários vidros, embora por vezes possam desempenhar uma função puramente decorativa.

    • Metal
      VANTAGEM: muito utilizado em climas mais quentes.
      DESVANTAGEM: transmite o calor, o que significa menor eficiência energética.
    • Madeira
      VANTAGEM: bom isolamento; estética.
      DESVANTAGEM: menos resistente, pode apodrecer e rachar devido à ação do sol e do calor.
      DESVANTAGEM: a madeira de melhor qualidade tem um preço elevado.
    • PVC
      VANTAGEM: resistente às condições atmosféricas e ao uso, precisando de pouca manutenção.
      DESVANTAGEM: pode ser caro.
  • Que características técnicas pode encontrar em janelas?

    No mercado, encontrará janelas com características técnicas específicas, nomeadamente corte ou ruptura térmica, isolamento acústico, de segurança, à prova de arrombamento , elétricas, hidrorrepelentes, resistentes ao vento, com persiana entre vidros, recicláveis, blindadas, à prova de bala, de elevado desempenhode alta resistência. Muitas destas características dependem do tipo de vidros e de caixilhos, bem como das tecnologias usadas no processo de fabrico.

  • Que outras características considerar na escolha de uma janela?

    Embora já tenhamos mencionado este ponto, gostaríamos de salientar a importância da eficiência energética. Se optar por janelas com certificação FSC ou Energy Star, por exemplo, irá reduzir o consumo de energia com o aquecimento e/ou o arrefecimento do ambiente, o que representa um ganho financeiro e ambiental.

    Relativamente à forma, também tem outras opções, como as janelas salientes, olho-de-boi ou mesmo por medida.

Guias relacionados
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...
Ainda não há comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será visível. Os campos de preenchimento obrigatório estão assinalados com *