O salão online de arquitetura e design

Que pérgola escolher?

A pérgola, também chamada pergolado (ou pérgula e pergulado), estende o conforto da sua casa ao jardim ou terraço. Oferece-lhe um espaço para desfrutar ao máximo dos momentos de descontração ao ar livre, ao abrigo do sol e da chuva. No mercado, encontra pérgolas autoportantes, fáceis de instalar, bem como pérgolas que serão apoiadas contra uma parede da habitação e ainda pérgolas suspensas.

Pérgolas: ver produtos

  • Escolher uma pérgola com que tipo de instalação?

    As pérgolas podem ser autoportantes, apoiadas na parede ou suspensas. No site da ArchiExpo, clique no filtro “Instalação” e selecione a opção pretendida para ver os modelos que os fabricantes nossos parceiros lhe propõem.

    A pérgola autoportante é ideal para um jardim ou para colocar à beira de uma piscina. Oferece total liberdade em termos de escolha do local de instalação, uma vez que não precisa de ser fixada a uma parede nem a qualquer outra estrutura. O seu tamanho dependerá, obviamente, do espaço disponível e da área que desejar que a pérgola ocupe.

    No caso da pérgola apoiada, pelo menos um dos lados é fixado à parede da habitação ou de outra estrutura, e os restantes são suportados por pilares, ou postes. Funciona como uma extensão da casa, permitindo-lhe usufruir do seu espaço exterior com maior conforto.

    Como o seu nome indica, a pérgola suspensa é fixada à parede, tal como a pérgola apoiada, com a diferença de que não assenta em pilares. Não tem, portanto, qualquer apoio no solo.

    Pérgola autoportante da Unopiù

    Pérgola autoportante da Unopiù

    Pérgola apoiada da Corradi

    Pérgola apoiada da Corradi

    Pérgola suspensa da MORE SPACE

    Pérgola suspensa da MORE SPACE

     

  • Escolher uma pérgola de que material?

    A escolha do material da pérgola irá depender, em parte, dos materiais já existentes no espaço exterior da habitação, assim como do estilo adotado, mais moderno ou mais clássico.
    A maioria das pérgolas, quer da gama residencial quer da gama comercial, são fabricadas em metal, madeira, materiais plásticos, pedra, materiais compósitos ou vidro.

  • O que importa saber sobre as pérgolas em metal?

    Se necessitar de uma pérgola sólida, capaz de suportar condições meteorológicas severas, o metal é a melhor opção.
    Trata-se de um material resistente, de grande durabilidade, que é recomendado para pérgolas de grandes dimensões. Uma desvantagem das pérgulas em metal é que podem enferrujar. Exigem, por isso, um tratamento inicial adequado e mais cuidados de manutenção. Por exemplo, o metal deverá ser galvanizado ou pintado, e convém aplicar-lhe um produto próprio que evite o aparecimento de ferrugem.

  • O que importa saber sobre as pérgolas em madeira?

    A madeira é um material muito comum no fabrico de pérgolas. Entre as madeiras de exterior mais utilizadas, estão o mogno, o cedro, o pau-brasil, o carvalho e a teca. Estas madeiras contêm óleos naturais que as tornam muito resistentes a pragas de insetos xilófagos e a deformações provocadas por condições meteorológicas severas.
    O aspeto natural da madeira confere personalidade, aconchego e um toque rústico ao espaço. Em alternativa, também pode ser facilmente pintada. Uma desvantagem destas pérgolas prende‑se com o preço, dado que as 
    referidas madeiras são relativamente caras.

  • O que importa saber sobre as pérgolas em materiais plásticos?

    O plástico é um material muito utilizado em pérgolas instaladas perto da água, como por exemplo uma piscina ou uma fonte. Os plásticos mais espessos são bastante resistentes e podem evitar-lhe os problemas que lhe traria uma pérgola de metal ou de madeira exposta ao rigor do tempo. A facilidade de limpeza e os poucos cuidados que requerem constituem duas das vantagens destas pérgolas. Além disso, são relativamente baratas e fáceis de encontrar, tanto na gama residencial como comercial. Do ponto de vista ambiental, não correspondem à solução mais ecológica. No entanto, se optar por uma pérgola em plástico reciclado, estará a adquirir um produto a um preço acessível e, em simultâneo, a contribuir para a preservação do ambiente, pois trata‑se de um material reciclado que pode durar muito tempo.

  • O que importa saber sobre as pérgolas em pedra?

    Se tiver uma casa em pedra, a opção ideal poderá ser uma pérgola igualmente em pedra, que dê uma ideia de prolongamento da habitação.
    É um material extremamente resistente e durável, que necessita de poucos cuidados de manutenção.

  • O que importa saber sobre as pérgolas em materiais compósitos?

    Estes materiais consistem numa mistura de madeira e plástico. Apresentam elevada resistência aos agentes atmosféricos e não exigem praticamente quaisquer cuidados de manutenção.
    São materiais 100% recicláveis, considerados ecológicos.

  • O que importa saber sobre as pérgolas em vidro?

    Encontram-se, geralmente, em casas de estilo moderno. Este material de grande elegância é usado na cobertura e/ou nas laterais da pérgola, que podem ser fixas ou dotadas de um sistema deslizante que permite abri-las e fechá-las.
    A maioria das pérgolas com vidro são modelos autoportantes ou apoiados numa parede da casa.
    As desvantagens deste material são o seu preço relativamente elevado e o facto de necessitar de ser limpo regularmente. Além disso, a sua instalação é mais complexa e morosa.

  • Que outros elementos ter em conta ao escolher uma pérgola?

    Há outros aspetos a levar em consideração, nomeadamente se deseja ou não uma cobertura para a pérgola. Existem coberturas em tecido, vidro, madeira e em policarbonato, que podem ser fixas ou retráteis, com lâminas orientáveis ou quebra‑sol. Em alternativa, pode‑se cobrir a pérgola com plantas trepadeiras, que protegem do sol e funcionam ainda como um elemento decorativo.
    Se pretender adquirir uma pérgola amiga do ambiente, saiba que se fabricam atualmente estruturas em materiais recicláveis que apresentam uma boa durabilidade e certificação FSC®. De salientar, igualmente, as pérgolas bioclimáticas, ditas inteligentes. Existem outras opções como pérgolas modulares, retráteis, motorizadas e/ou concebidas especificamente para proteger da incidência dos raios solares.

  • Como escolher as dimensões da pérgola?

    Ao escolher as dimensões da pérgola, leve em consideração o tamanho da casa e de outras estruturas adjacentes ao local onde conta instalá-la. Uma grande pérgola montada junto a uma casa pequena poderá parecer desproporcionada, por exemplo.

    A pérgola poderá ocupar uma área tão ampla quanto o desejar, desde que escolha materiais resistentes para os pilares e para os barrotes, que sustentam a estrutura. Muitos designers e fabricantes recomendam uma altura mínima de 2,30 m por questões de conforto.

  • Novas tendências

    As pérgolas em vidro e materiais compósitos estão muito em voga, sobretudo em habitações modernas que privilegiam um estilo elegante e minimalista. Observa-se, atualmente, a tendência de pendurar cortinas nos barrotes ou ainda de colocar videiras ou outras plantas a fim de criar um ambiente rústico.

    Recentemente, surgiram no mercado pérgolas ditas inteligentes para o setor residencial, com sensores integrados e lâminas móveis acionadas por meio de uma aplicação de smartphone ou por controlo remoto

Guias relacionados
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...
Ainda não há comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será visível. Os campos de preenchimento obrigatório estão assinalados com *